Monday, November 20, 2006

RIP

Ele chama-se Edgar Gonçalves e os amigos chegados definiam-no como Filósofo. Vivia com a irmã numa casa grande em Dili onde apoiavam pessoas que precisavam de cuidados médicos.
Tem 32 anos e foi assassinado ontem. O carro onde viajava com a irmã e duas crianças Timorenses debilitadas, foi parado por um bando de imbecis. Ao defender a irmã foi atingido com ferros e setas. Ensanguentado ainda a conduziu a casa de um amigo colocando-a a ela e ás crianças a salvo. O amigo tentou levá-lo ao hospital mas as estradas bloqueadas com pneus não o permitiram. Quando chegou ao Bairro Pité o Edgar já estava morto.

Um Mineiro. No outro lado do mundo.

Alguém disse que ele morreu como viveu. Que caiu da mesma forma que as pessoas com quem trabalhou e apoiou durante os últimos 2 anos.

Mas não há dignidade numa morte assim.
A comunidade Brasileira em Timor é pequena e constituída essencialmente por voluntários. Este Edgar pertencia à Assembleia de Deus e vivia sem luxos, juntamente com a irmã, um projecto pessoal de ajuda ao seu semelhante, sem olhar a credos religiosos, ou a cores politicas, ou a proveniências geográficas.

Agora está morto. E os amigos Brasileiros choram-no. E quarta vou levá-los a Dili para que eles abracem Elisama, a irmã. E não o fazem hoje porque têm medo. Porque neste momento ninguém entende se este foi um assassinato isolado ou se é a indicação de que as coisas mudaram e a comunidade internacional passou a ser um alvo.

32 anos…

8 Comments:

Blogger kuka said...

Temo que a realidade esteja na segunda hipótese. Infelizmente existem pessoas que não têm consideração por aqueles que tentam ajudá-los. Desejo-lhe muita, muita, muita sorte amiga.

11/20/2006 10:05 am  
Blogger CsL said...

Bolas, que angústia...
Beijinhos,
Carla Sofia

11/20/2006 10:24 am  
Blogger Jana said...

À pouco vi a reportagem nas noticias e inevitávelmente pensei em voces com preocupação e saudade!!!
Por cá dizem que a comunidade internacional deve tomar precauções mas pensam que não será alvo porque também já apedrejaram um timorense depois disso...não percebo o que se passa na cabeça dessa gente...
Apenas posso dizer que fico feliz e aliviada por pensarem em vir para cá daqui a pouco!
Beijos
*SMUACK*

11/20/2006 2:58 pm  
Anonymous Céu said...

Já não estou a achar graça nenhuma a que estejas aí nessa terra!.... Aquela de enforcarem cães para comerem carne mais tenra deixou-me agoniada até hoje... e agora esta... mata-se assim... com um à vontade e despropósito injustificado, por dá cá aquela palha?!...
Noutro dia falei com uma médica que esteve aí a trabalhar durante mais de um ano e que me contava, a propósito das divergências entre Loromono e Lorosae, a conversa que tinha tido com um Lorosae (ou seria Loromono?... - qual é que fica mais a Leste?...) que dizia que eram mais importantes do que os outros porque viam nascer o sol primeiro!...
O que me fez lembrar que se isto pegar, é muito conveniente para a Europa... tás a ver?!... vemos o sol primeiro que os americanos!!!...
Quanto tempo mais é que tens que ficar por aí?
Cuida bem de ti e da Gui.

11/20/2006 3:15 pm  
Blogger Alziro Patafisico said...

Alexandra,
Seu depoimento aqui sobre a morte deste brasileiro me tocou sinceramente. Eu gostaria que mais gente o lesse e vou colocar um link no meu blog.
Posso???

11/20/2006 3:17 pm  
Blogger alexandra said...

Alziro, este ja á vontade. Muito obrigada

11/21/2006 12:54 am  
Anonymous Cristina said...

Como é possível tirar a vida a alguém que coloca a sua em prole dos outros...é revoltante!!!A imbecis desses era fazer-lhes como fazem aos cães(que não mecerem tal...).Só peço a Deus que te proteja e à G. e que vos traga para junto de nós rápido,rápido...que ELE vos acompanhe a cada segundo por essas bandas.Bjos

11/21/2006 3:13 pm  
Blogger Eva Lima said...

Fiquei com o coração apertadito. Por ti e pela Gui, por Timor.

As reportagens que aqui passam deixam-me ainda mais confusa. Que raio se passa?

11/21/2006 10:53 pm  

Post a Comment

<< Home