Monday, December 05, 2005

MELTING POT NA PROVÍNCIA...

Esta noite cá por casa, vamos celebrar o S. Nicolau. Por três razões (todo o bom raciocinio se deve desenvolver em três partes, todo e qualquer bom argumento, também), sendo assim, por 3 razões:
  1. porque é girissimo;
  2. por respeito pela cultura de novos membros da família;
  3. porque é girissimo.

Então o que vamos fazer?

Divisão de tarefas:

  1. a J. e o R fizeram a botinha;
  2. a S. trouxe num papelinho a tradução do alemão da história de Nicolau para eu explicar SEM ERROS à G.;
  3. a G. limpa impecavelmente uma das botas de borracha (que é a coisa de pôr nos pés maior que ela tem)
  4. a G. coloca na lareira (ou na janela - ponto ainda a decidir - se decidir falar-lhe no Pai Natal terei que optar pela janela caso contrario a chaminé torna-se um local de grande actividade). Portanto, a G. coloca na janela a própria da bota - reluzente!
  5. a G. adormece
  6. eu encho a meia com as coisinhas e tento enfiá-la na bota (Note to self - tentar descobrir elementos interessantes algures na casa para introduzir na dita, dado que me esqueci de ir ás compras).
  7. a G. acorda e tem um inicio de dia feliz feliz feliz!

E de onde vem isto?

O S. Nicolau viveu na cidade de Myra (onde hoje é a Turquia e há pena de morte), onde se ocupava com coisas da Igreja - era Bispo, e entre coutras coisas salvou a cidade da fome. Morreu a 6 de dezembro de 343 d.c. . E pouco depois da sua morte surgiram as lendas e histórias associadas à sua bondade o que é sempre um bom Marketing e a verdade é que para além de se tornar no santo mais popular do Médio Oriente, tornou-se a segunda figura central da época Natalícia, a par com o Menino Jesus.

E o que se passa?

Na noite de 5 para 6, Nikolaus, exibindo as ínsignias de Bispo, e acompanhado por um tal de Knecht Ruprecht , um serzinho medíocre que representa a maldade vencida, visitam as crianças compensando as boas e castigando as más. Daí os meninos do Norte da Europa deixarem as botinhas ou as meias à porta, à janela ou à lareira à espera que o S. Nikolaus chegue e lhes deixe frutas, nozes ou outras guloseimas.

Este ano, aqui no Sul, vai haver um rostinho pequenino e moreno que chegou um dia do outro lado do mundo para as nossas vidas, a adormecer a sorrir e a sonhar com doces, nozes e guloseimas tal e qual como os meninos lá de cima. Porque as coisas boas devem atravessar fronteiras, e as coisas que fazem sonhar também e aquelas que fazem adormecer a sorrir...

PS: Obrigada J. por fazeres parte da nossa familia e enriqueceres, como só tu sabes fazer, os dias felizes da minha filha!

1 Comments:

Blogger sonia said...

espero que por ai mais a sul se tenham divertido!
nos tambem!
jinhos

12/06/2005 9:05 am  

Post a Comment

<< Home